79 visualizações 2 min 0 Comentário

Tokyu Bus busca incluir motoristas estrangeiros no volante

- 22 de janeiro de 2024

A operadora de ônibus Tokyu Bus Corp. de Tóquio está buscando a contratação de motoristas estrangeiros para enfrentar a crescente escassez de mão de obra no setor de transporte público japonês. Takashi Furukawa, presidente da empresa, expressou a necessidade de estabelecer um novo precedente nesse setor, abrindo caminho para uma força de trabalho mais diversificada e qualificada.

Reconhecendo os desafios, Furukawa está determinado a avançar com o plano, que começa com a integração de alguns motoristas internacionais na equipe. Ele enfatiza a importância da segurança e da capacidade de atender às emergências, bem como a interação hospitaleira com os passageiros.

O Japão, anteriormente rígido em sua política de imigração, tem flexibilizado suas leis para aceitar trabalhadores qualificados em vários setores. Agora, o governo japonês considera incluir motoristas de ônibus na lista de profissões abertas para estrangeiros, uma resposta à iminente escassez de mão de obra exacerbada pelas restrições de horas extras e pelo envelhecimento da população.

A indústria dos transportes, já afetada pela pandemia e pela alta dos custos, pode enfrentar uma deficiência significativa de motoristas até 2030. A Tokyu Bus, que emprega atualmente dois mecânicos vietnamitas e tem uma representação feminina de 3%, está comprometida com a promoção da diversidade e inclusão.

O esforço da empresa para melhorar as condições de trabalho inclui um aumento planejado nas tarifas para oferecer melhores benefícios aos funcionários, com a garantia de igualdade para os motoristas estrangeiros. Furukawa expressa a urgência de reconhecer o papel fundamental dos trabalhadores estrangeiros e a esperança de uma sociedade japonesa acostumada com a diversidade no transporte.

Comentários estão fechados.