176 visualizações 4 min 0 Comentário

Japão compensará queda de venda de pescados no mercado europeu

- 10 de outubro de 2023

COLÔNIA, ALEMANHA – O Japão busca compensar a restrição da China de pescados japoneses com o consumo europeu.

Eventos promocionais foram realizados na Grã-Bretanha e na França, e uma sessão de degustação para profissionais ocorreu na Alemanha.

Embora as exportações destes produtos para a Europa sejam inferiores às exportadas para os Estados Unidos e para a Ásia, um funcionário do Ministério das Pescas japonês está confiante de que as vendas irão aumentar.

“A procura por produtos pesqueiros japoneses está a crescer, por isso deverá haver muito espaço para crescimento”, disse o responsável.

No sábado, pratos originais à base de vieiras (moluscos) de Hokkaido do chef de um restaurante com estrela Michelin foram servidos a compradores e jornalistas gastronômicos durante a Anuga, uma das maiores feiras gastronômicas da Europa, que acontece em Colônia, na Alemanha.

Um dos que degustaram os pratos elogiou os sabores delicados, enquanto outro disse que as vieiras ficam bem em pratos servidos em hotéis e restaurantes sofisticados.

O evento de degustação foi organizado às pressas seguindo decisões da Organização de Comércio Externo do Japão, ou JETRO, e do Ministério da Agricultura, Florestas e Pescas.

“O sabor rico e a textura das vieiras grossas são a principal atração”, disse o governador de Hokkaido, Naomichi Suzuki, em uma mensagem de vídeo.

No local também foram servidos rabo-amarelo das prefeituras de Oita e Ehime e saquê das prefeituras de Fukushima e Miyagi.

O governo chinês iniciou uma proibição geral das importações de produtos pesqueiros japoneses em agosto, como resposta à descarga, pela Tokyo Electric Power Company Holdings, de água tratada contendo trítio no oceano a partir da sua central nuclear número 1 de Fukushima.

A indústria de vieiras foi particularmente atingida, já que as exportações do Japão para a China em agosto caíram 71,3% em relação ao ano anterior.

O Japão iniciou sua campanha promocional de vieiras na Europa em setembro, realizando eventos em Londres e nas cidades-sede da Copa do Mundo de Rugby, na França. Estão também previstas atividades promocionais para o próximo mês de abril, numa feira de marisco em Espanha.

Em agosto deste ano, a União Europeia eliminou totalmente as restrições à importação de produtos japoneses introduzidas em resposta aos colapsos de 2011 na central nuclear de Fukushima. É provável que isto aumente significativamente as vendas de vieiras na Europa.

Um operador comercial que comercializa produtos da pesca congelados para restaurantes de sushi na Alemanha disse que não há preocupação com os efeitos da descarga de água da fábrica de Fukushima.

Mas o operador disse que as pessoas não comprarão vieiras se os preços forem elevados, acrescentando que os produtos canadianos, que têm preços relativamente mais baixos, seriam um concorrente significativo.

Portal Mundo-Nipo

Sucursal Japão – Tóquio

Jonathan Miyata

Comentários estão fechados.