Na terça-feira (2), os professores de neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Juntendo, Nobutaka Hattori e Shinji Saiki anunciaram resultados da pesquisa de um teste para detectar os primeiros sinais da doença de Parkinson. 

O simples teste de sangue detecta os primeiros sinais da doença, antes que os sintomas apareçam das funções motoras. Além disso, o teste poderia determinar o nível de progresso da doença. 




 

Durante a pesquisa, foi detectado de os níveis de poliamina espermina eram menores no portadores. “Enquanto a doença de Parkinson afeta o cérebro, nós aprendemos que isso também leva a mudanças nos metabólitos encontrados no sangue”, declarou Nobutaka Hattori, professora de neurologia da Universidade de Juntendo. 

Os próximos passos da pesquisa é determinar maneiras para que os portadores da doença ingerirem a substância que produz espermina, com intuito de aliviar os sintomas e retardar a doença. 

“O novo marcador pode permitir o diagnóstico da doença de Parkinson antes que qualquer sintoma relacionado às funções motoras apareça”, declarou Hideyuki Okano, professor de fisiologia na Keio University. 

A pesquisa foi divulgada na revista Annals of Neurology, e os pesquisadores esperam que novos medicamentos sejam desenvolvidos para tratar a doença que causa tremores e dificuldade para andar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.