172 visualizações 5 min 0 Comentário

Western Digital e Kioxia Holdings desfazem projeto de fábrica

- 29 de outubro de 2023

A Western Digital e a Kioxia Holdings, do Japão, cancelaram as negociações de fusão depois de não chegarem a um acordo que teria criado um dos maiores fabricantes mundiais de chips de memória.

A SK Hynix — da Coreia do Sul é um grande investidor da Kioxia e rival dos EUA e empresas japonesas — disseram que não apoiam o negócio devido ao seu impacto no valor do seu ativo de investimento.

O diário de negócios nikkeis, que divulgou a notícia pela primeira vez, também disse que as empresas não conseguiram chegar a um acordo sobre as condições com a principal acionista da Kioxia, a Bain Capital.

Combinar seus negócios de memória flash poderia significar que eles controlariam um terço do mercado global de flash NAND, a par da Samsung Electronics, e ameaçariam a posição da SK Hynix, o fabricante No. 3 do mundo da memória flash NAND.

A Western Digital, a Kioxia e a Bain Capital não responderam aos pedidos de comentários.

As ações da Western Digital caíram 9,3% na quinta-feira após a notícia.

Questionado sobre o cancelamento, o ministro da indústria, Yasutoshi Nishimura, disse a repórteres que o governo acompanhará a situação e continuará a apoiar a Kioxia, já que a empresa é uma importante fabricante de chips avançados.

As empresas estavam buscando uma fusão em face de um excesso global de chips e fraca demanda por chips de memória flash, que aumentaram a pressão sobre os fabricantes de chips para se consolidar.

Os dois foram parceiros, compartilhando os custos de investimento para as fábricas em Yokkaichi na província de Mie e Kitakami na província de Iwate.

A Kioxia e a Western Digital mantêm negociações de fusão desde 2021, mas as negociações muitas vezes pararam devido a uma série de questões, incluindo discrepâncias de avaliação. Eles concordaram em colocar o negócio de chips de memória da Kioxia e da Western Digital sob uma nova holding, mas as negociações entraram em águas agitadas devido à oposição da SK Hynix, que estava preocupado que a fusão iria criar um concorrente poderoso.

Em 2022, a Kioxia teve a terceira maior participação de 18,6% no mercado global de NAND, enquanto a Western Digital teve a quarta maior participação, com 13,1%, de acordo com a empresa de pesquisa britânica Omdia.

A fusão teria dado às empresas “uma oportunidade de cortar custos e ser um concorrente mais eficaz no mercado”, disse Mark Miller, analista da Benchmark Company.

“Mas foi um negócio muito complicado de ser feito. Também não sei se a China aprovaria o acordo.”

As empresas registaram uma perda combinada de cerca de $1,4 milhões nos seus últimos relatórios trimestrais.

No ano passado, a Western Digital lançou uma revisão de alternativas estratégicas, depois que a ativista Elliott Investment Management divulgou uma participação de quase $1 bilhão na empresa e a pressionou para separar esses negócios.

Os principais bancos do Japão comprometeram ¥1,9 trilhão ($12,63 mil milhões) em financiamento para apoiar a fusão.

A SK Hynix investiu ¥395 milhões na Kioxia em 2018 como membro de um consórcio liderado pela Bain que comprou a empresa japonesa à Toshiba por ¥2 trilhões. Possui títulos conversíveis que podem ser convertidos em uma participação acionária de até 15% na Kioxia e sua aprovação foi uma das pré-condições para a fusão.

Portal Mundo-Nipo

Sucursal Japão – Tóquio

Jonathan Miyata

Comentários estão fechados.